fbpx
Rolfing e Movimento

Corpo Equilibrado

                 E todas as partes alinhadas entre si!

No meu último texto, escrevi sobre a gravidade agindo em nossos corpos. Falei do corpo equilibrado, com todas as suas partes melhor alinhadas umas em cima das outras.

Hoje, gostaria de continuar com esse assunto, ou seja, sobre como se mover no dia a dia com o corpo equilibrado.

Então vou falar sobre ficar ereto e em pé, porque, se ficarmos eretos com o corpo equilibrado, iremos nos mover distribuindo melhor nosso peso entre as pernas e os pés.

Fique ereto, o mais ereto que conseguir, sem esforço! Muito esforço nos restringe, faz com que nos movamos comprimindo o corpo.

Agora, sem entrar em colapso, relaxe a frente do corpo. Descanse a sua barriga. Mas é muito importante que você se mantenha ereto.

Quanto mais você descansar o corpo na posição ereta, mais você conseguirá deixar o seu peso cair nos seus pés. Tensões no corpo fazem com que não consigamos sentir que temos peso.

Repare agora na parte da frente e na parte de trás das pernas. Eu vejo muita gente com o peso caindo mais em cima do calcanhar. Você faz isso? Repare nisso. Se sim, a sua barriga não está descansando na parte da frente dos pés. Imagine a sua barriga solta na parte da frente dos pés.

Além disso, a parte da frente da perna, abaixo do joelho, principalmente, tem que estar um pouco livre, sem tensões desnecessárias. Deixe as pernas menos presas, mesmo mantendo o joelho esticado. Um corpo equilibrado requer pouco esforço muscular!

No entanto, não perca o calcanhar. Descanse a parte de trás do corpo no calcanhar. Use a sua imaginação. Ela é a nossa ferramenta mais potente!

Devemos nos manter eretos o tempo todo, sem esforço. Faça um pequeno movimento usando a sua imaginação para manter a cabeça livre acima do tronco. Pressione com tranquilidade o chão para que ele a empurre para cima. Faça isso com calma, sem tentar muito

 Vamos lá! É preciso ter perseverança nessa tarefa. Essa busca no corpo. Realmente, dá para nos movermos nos percebendo, sem a razão estar focada nisso! Mas, para isso, temos que nos permitir alguns momentos para navegar pelas sensações do corpo.

Post anterior Próximo post

Você pode gostar também de

0 Comentários

Deixe aqui o seu comentário